Festival Gira – Ativação da Melanina

Por Naiara Rodrigues – Jornalista e assessora de imprensa

Em um universo nutrido pela vozibilidade dos tambores ancestrais, o Festival Gira realizou sua 1ª edição oferecendo uma programação cultural com música, dança com arrastão de banda de rua, DJs, show e samba de terreiro. Iniciando com o tradicional arrastão do Bloco Afro Magia Negra, acompanhado dos Clarins da Bahia (SSA), o evento conduziu o público da rua Diamantina até o Galpão 54, onde passaram pelo palco o Samba de Terreiro e a Banda de Palco do Magia Negra, com a participação de Sérgio Pererê, Celso Moretti, Angola Janga, Baianas Ozadas e a Roda, além das apresentações de DJ DJAHI e DJ Preta ShowMe.

Criado para estimular a prática da ativação da melanina por meio da corpo oralidade, estimulada pelos sons dos tambores de couro, sintéticos e eletrônicos, o evento traz a proposta de promover alegria, liberdade, saúde e descolonização dos corpos. A primeira edição do Festival GIRA trouxe como tema os Tambores de Couro, e a proposta é explorar outros formatos da musicalidade a cada edição.