Jaice Balduino: uma comunicadora que se movimenta pelo mundo

Por Naiara Rocha – Jornalista

Natural de São Francisco de Paula, MG, Jaice Balduino é a filha mais velha de três irmãos. Ela carrega uma essência nômade e livre que dança ao sabor das mudanças. Apaixonada pela dança, a inviabilidade de seguir o caminho profissionalmente não fez Jaice esmorecer, mas sim encontrar uma nova paixão: o jornalismo.

Em Divinópolis, mergulhou nos estudos de Comunicação e, desde o primeiro semestre da faculdade,  encontrou na área a liberdade para explorar múltiplos horizontes. Seu envolvimento com o marketing surgiu na faculdade e se solidificou durante a pandemia, quando precisou se reinventar e se dedicou aos estudos de design gráfico e estratégias de redes sociais, impulsionada por um MBA em Marketing e Redes Sociais.

Sem amarras geográficas, ela se aventura pelo mundo atrás de oportunidades. “Não tenho preocupação com laços no sentido de criar raízes, pois acredito que elas podem ser criadas independente do tempo”, afirma Jaice.

 Ela já morou em Belo Horizonte, onde teve contato com os blocos afros da cidade e chegou a participar do Angola Janga. Recentemente, em São Paulo, passou a atuar em assessoria de imprensa, comunicação e marketing para grandes empresas nacionais. Naquela cidade absorve as nuances culturais e amplia sua conexão com a arte e a cultura negra.

Fora do trabalho, sempre arruma um tempo para sair para dançar. “Gosto dessa  liberdade de dançar, eu só deixo a música me guiar, alguns estilos de dança favoritos são o forró e a afrobeats. Dançar, num geral, com certeza é o que me tira de órbita e me deixa leve”, destaca. Ela também gosta de cozinhar, estar na natureza, e dar rolês culturais.

Seu estilo vibrante e autêntico reflete uma jornada pessoal da construção de sua autoestima e inspiração em mulheres negras. Do cabelo ao guarda-roupa, Jaice expressa sua essência autêntica e confiante, encontrando na liberdade de se vestir uma forma de conexão consigo mesma. A relação com a autoestima mudou quando trabalhou num salão afro em Divinópolis. “Lá tive contato diretamente com mulheres que cuidam de outras mulheres negras. Esse processo foi muito importante pra mulher que sou hoje”, explica.

Ela também guarda um outro amor: o mar. É lá, entre as ondas, que sua criatividade se liberta, inspirando-a a escrever e ter novas ideias. Colaboradora da Revista Canjerê desde 2022, Jaice Balduino revela-se não só como uma comunicadora talentosa, mas como uma mulher livre, trilhando seu caminho pelo mundo.