Categoria

Notícias

lll Mostra Conceição Evaristo

Entre os dias 23 e 26 de outubro, o Casarão das Artes promove a lll Mostra
Conceição Evaristo. Uma série de encontros acontecerão em diversos locais. A
Mostra é uma justa homenagem à escritora Conceição Evaristo, exemplo superlativo
do protagonismo da mulher negra, referência internacional por discutir a
discriminação racial, de gênero e classe.

A programação acontece no Sesc Palladium(BH), Centro de Referência da Cultura Popular e Tradicional Lagoa do Nado(BH), Shopping Monte Carmo – Betim, MG.

Confira a programação completa da lll Mostra Conceição Evaristo:

DIA 23


– Apresentação Musical de Ricardo Ulpiano e Rita Silva ( com trechos musicalização
da obra Ponciá Vicêncio, de Conceição Evaristo)
– Zaika Dos Santos
– D.Jandira
– Street Dance, com Maíra Mota e Aline Matias
Local: Sesc Palladium(BH) – 19h30
R. Rio de Janeiro, 1046 – Centro

DIA 24


– Leitura de Contos e Poemas da autora, Sonia Soares.
Local: Centro de Referência da Cultura Popular e Tradicional Lagoa do Nado – 15h.

Rua Ministro Hermenegildo de Barros, 904, bairro Itapoã.

DIA 25


– Homenagem e Palestra – Escrevivência: ler, escrever e se ver – Pareceria com a Feira
Literária de Betim – FLIB
Local: Shopping Monte Carmo – Betim, MG – 19H
Av. Juiz Marco Túlio Isaac, 1119 – Ingá Alto, Betim

DIA 26


– Performance de dança afro, com Ramon Paixão.
– Apresentação musical, com Andreia Roseno
– Debate com Conceição Evaristo, sobre suas escrevivências, com mediação de
Rosália Diogo.
Local: Sesc Palladium, 20h
R. Rio de Janeiro, 1046 – Centro

 

 

NOTÍCIAS

Foto: Divulgação

JEAN-MICHEL BASQUIAT

Está em cartaz no CCBB (Centro Cultural do Banco do Brasil), de Belo Horizonte, exposição retrospectiva do artista Jean-Michel Basquiat (1960-1988), inédita no país, com mais de 80 quadros, desenhos e gravuras. Ele desenvolveu um estilo novo e expressivo e tornou-se um dos destaques da retomada da pintura figurativa na década de 1980. A obra personifica o caráter de Nova Iorque nos anos 70 e 80, quando a mistura de empolgação e decadência criou um paraíso de criatividade. A mostra segue até 24 de setembro e pode ser vista de quarta a segunda, das 9 às 21 horas, no centro cultural localizado na Praça da Liberdade. A entrada é gratuita.

MAURÍCIO TIZUMBA GANHA BIOGRAFIA

Obra não linear feita a várias mãos, destaca a trajetória do artista mineiro Maurício Tizumba na música, no teatro e no congado. Intitulada “De Camarões: veredas de Maurício Tizumba”, a biografia é uma publicação da Editora Nandyala com pesquisa, entrevistas e projeto editorial assinados por Elias Gibran, Viviane Maroca e Pedro Kalil. O livro foi lançado em agosto, com show do biografado e seu amigo e músico Sérgio Pererê, no Teatro do Centro Cultural Minas Tênis Clube, e já está disponível para venda. À narrativa sobre a história de vida de Maurício Tizumba, somam-se fotografias, manchetes de jornais que marcaram sua trajetória, letras compostas pelo artista – e uma em parceria, bilhetes que Tizumba ganhava quando cantor de bares, linha do tempo que contempla sua formação, produções, atuações, prêmios; e ainda um mapa, do mundo e do Brasil, que reforça que a arte de Tizumba, hoje, alcança o mundo.

FlinkSampa 2018

A FlinkSampa – Festa do Conhecimento, Literatura e Cultura Negra – será realizada no período de 19 e 20 de novembro de 2018 na Faculdade Zumbi dos Palmares, com programação das 10 às 20h. O novo endereço do evento fica próximo à estação de metrô Armênia, na avenida Santos Dumont, 843, São Paulo (SP), dentro do Centro Esportivo Tietê. Durante dois dias serão realizados lançamentos e vendas de livros, quadrinhos e mangás, produtos de afro-empreendedores, além de atividades culturais para professores e estudantes de todas as idades: palestras, debates e contações de histórias. A homenageada desta edição será a escritora mineira Conceição Evaristo.

FIT-BH

O Festival Internacional de Teatro, Palco & Rua de Belo Horizonte (FIT-BH) é considerado um dos maiores festivais internacionais de teatro do país e um dos cinco principais da América Latina. A 14ª edição acontece de 13 a 23 de setembro de 2018 e o propósito da curadoria é trazer ao festival produções e grupos pouco representados no circuito de festivais brasileiros, buscando as singularidades de trabalhos marcados por seu lugar social. A curadoria desta edição é assinada por Luciana Eastwood Romagnolli (crítica e jornalista), Soraya Martins (atriz, pesquisadora e crítica de teatro afro-brasileiro) e Grace Passô (atriz, diretora e dramaturga), em colaboração com três assistentes: Anderson Feliciano, Daniele Avila Small e Luciane Ramos.

FESTCURTASBH

A 20ª edição do Festival Internacional de Curtas de Belo Horizonte – FESTCURTASBH – realizado pela Fundação Clóvis Salgado, trouxe como temática curatorial o Cinema Negro. O evento realizado de 10 a 19 de agosto, exibiu 137 filmes, de 70 países e de doze estados brasileiros. O festival promoveu ainda três Mostras Especiais. A primeira “Cinema Negro – Capítulos de uma História Fragmentada” (25 filmes) com curadoria do crítico de cinema e pesquisador Heitor Augusto. A segunda, dedicada à filmografia da cineasta e produtora ganesa-americana Akosua Adoma Owusu. E a terceira, “Tributo a Safi Faye” com quatro filmes da diretora de cinema e etnóloga senegalesa. Ao longo de sua carreira, Faye dirigiu vários documentários e filmes de ficção com foco na vida rural no Senegal.

VAGA CARNE

A editora Javali lançou recentemente o livro Vaga Carne, da atriz, diretora de teatro e dramaturga Grace Passô. O livro é uma adaptação do premiado monólogo escrito, estrelado e dirigido por Grace. Nele, uma voz errante invade um corpo humano e sonda o que esse corpo sente enquanto mulher, o que finge sentir, o que é impenetrável nele, o que ele significa para o outro ou a outra que o vê. Em Vaga Carne, um corpo de mulher vive a urgência do discurso à procura de suas identidades, à procura de pertencimento.O livro faz parte da Coleção Teatro Contemporâneo, da Editora Javali. Projeto gráfico elaborado por Vitor Carvalho e Amanda Goveia.

Festa Literária Internacional de Paraty, com Conceição Evaristo

Ela, que obteve o Prêmio Jabuti 2015 com o livro “Olhos d’água”, foi um dos destaques da Festa Literária Internacional de Paraty – FLIP, 2018. Candidata a uma cadeira na Academia Brasileira de Letras – ABL, a escritora teve uma participação especial na Casa Insubmissa de Mulheres Negras. Destacamos um trecho da sua fala na FLIP: “Todos os lugares representativos nesta nação nos pertencem à medida que a nacionalidade brasileira está marcada pela presença dos povos africanos. Concorrer à cadeira na ABL é um direito de todo cidadão ou cidadã que tenha um livro. Eu tenho seis, um Jabuti (por “Olhos d’água”), obras publicadas em inglês, francês e espanhol. Se a ABL representa a literatura brasileira, então, quanto mais representantes de diversos espaços sociais, étnicos e de gêneros a casa tiver, mais democrática ela se torna”.