A dança como um projeto de vida

Conheça a  BHfieira – laboratório da Dança, uma escola   que visa democratizar o acesso à Dança

Por Sandrinha Flávia – Jornalista e apresentadora

O  interesse do empresário Danillo Primola, 34,  pela dança  começou bem cedo. Desde pequeno, já frequentava bailes com a sua mãe, adorava dançar forró com a irmã e sempre levava o primeiro lugar quando o assunto era concurso de dança. 

Na adolescência realizou um de seus sonhos: ingressar em uma escola de dança, mas o sonho durou pouco tempo. Em apenas um ano, teve que se desligar da escola, pois não conseguia arcar com o valor das mensalidades. Mas quando as coisas têm que acontecer, elas acontecem. Uma amiga, professora de dança, o contratou para fazer aulas com ela, foi assim que conseguiu dar mais um passo rumo à profissionalização na dança.

Aos 23 anos, Danillo se tornou o dono de academia  de dança mais novo da cidade.  A escola que hoje se chama  BHfieira – Laboratória da Dança oferecia aulas de bolero, forró, salsa, samba, etc.

Naquela época, não se falava muito sobre afroempreendedorismo na cidade. Ao conhecer melhor o termo, Primola resolveu redesenhar o seu propósito de negócio focado em democratizar o acesso à dança e possibilitar que as pessoas de todas as idades e classes sociais pudessem praticar várias modalidades e não precisassem passar pelas dificuldades que ele passou. 

O carro chefe da  BHfieira    é o samba no pé e gafieira, mas também oferece outras modalidades de dança de salão. Por conta de suas pesquisas sobre a história do samba e participações em grupos de samba da cidade, em 2008 e 2020, a PUC Minas o convidou para ministrar aulas sobre “O samba e suas Matrizes”. 

Em 2020 o time da escola cresceu, o dançarino e ator Igor Arvelos, que foi aluno de Danillo desde os 14 anos, tornou – se sócio Administrador da BHfieira. Igor tem uma bela trajetória na dança.  No Rio de Janeiro, onde morou,  foi vice campeão numa competição de samba no pé carioca, participou de comissões de frente da Beija Flor de Nilópolis, fez trabalhos em televisão e atualmente está em turnê  internacional com o YouTuber Luccas Neto . Seguindo os passos do seu mestre,  Igor  é o dono de academia mais novo da cidade com apenas 23 anos.

A sociedade chegou em um momento importante para o negócio, afinal, no auge da pandemia, a escola precisava sobreviver. Os dois organizaram financiamento coletivo, escreveram editais, criaram uma nova forma de se comunicar com mais humor e após oito meses com a escola fechada conseguiram sobreviver conciliando as atividades da empresa com outros trabalhos extras para se manterem financeiramente.

Hoje, após15 anos formando sambistas, Danillo se considera um profissional por vocação. Como coreógrafo da comissão de frente da Escola de Samba Acadêmicos de Venda Nova se consagrou três vezes campeão com nota máxima.

O mais novo projeto dos sócios é a Feirafro, loja de produtos para o público negro que começou em um pequeno espaço dentro da BHfieira e agora inaugurou uma loja  na Feira Shopping, região de Venda Nova(BH).Para saber mais sobre os projetos da BHfieira ou Feirafro, siga nas redes sociais: @bhfieira @feirafro.

Foto Catarina Prudencini